Novos Criadores na passarela do Fashion Show 2011

Ex-alunos da FACED apresentam trabalhos e destacam formação acadêmica para agregar valor ao produto

Rodrigo Bessa

Os desfiles do Fashion Show apresentaram novos designers além das tendências inverno 2011. O evento encerrou com os novos criadores de moda na passarela que divulgaram os seus primeiros trabalhos para a mídia. Os três alunos selecionados pela Faculdade de Arte e Design - FACED, representam a terceira turma do Curso de Design de Moda. As escolhas destes profissionais foram realizadas pela comissão de professores do curso, através de análise de produtos e de pesquisa durante o processo de formação.

Foto: Divulgação

a

Ilustração de Moda

Um dos selecionados, Willian Teixeira, afirma que a sua pesquisa não surgiu por acaso. O processo de criação começou na análise de trabalhos manuais das ilustrações de moda, quanto aplicados ao uso das novas tecnologias. Porém, o ex-aluno afirma que não fez o trabalho sozinho, pois contou com a parceria de sua colega de sala, Ana Paula Pagotto.

- Hoje, tanto um quanto o outro são importantes para o mercado e, com o surgimento dos softwares como CorelDraw, Photoshop, Illustrator, Painter e InDesign , é possível fazer qualquer tipo de ilustração, e esta é uma das maneiras de se comunicar, muitas vezes dispensado o texto, pois as imagens transmitem idéias. No mercado, é importante destacar que o trabalho manual, ou seja, a ilustração do artista é valorizada, assim como agrega valores com o uso dos programas de computadores. Comenta Willian.


a

Inspiração nas Gueixas

Elianna Cunha e Luciene Alves, outra dupla selecionada, disseram que a escolha da pesquisa sobre as gueixas partiu da hipótese das influências da cultura japonesa no Brasil.

- Nas criações da moda as influências começam com o surgimento dos designers japoneses no ocidente nos anos 1980 e não pararam de crescer a cada estação, a partir de uma referência imensamente rica nos aspectos simbólicos orientais. A coleção foi desenvolvida a partir dos ícones ligados a cultura e as formas das dobraduras de origamis, a arquitetura das casas de chá orientais, às cores intensas dos quimonos japoneses. Estas técnicas conhecidas como segredos nipônicos. Revelam as alunas.

Luciente Alves acredita que o mercado de Divinópolis precisa conscientizar da importância da formação acadêmica na área de criação de moda.

- Considero o curso de Design de Moda um divisor de águas em minha vida, tanto como designer quanto como empresária. Minha empresa já estava no mercado há 15 anos quando procurei a faculdade, era apenas mais uma pessoa interessada pelo assunto. Hoje é notório que minha marca Território Nacional se fortaleceu e adquiriu identidade - Relata Luciene.

A coordenadora do curso, Cristiane Victer, ressalta os ganhos para o setor confeccionista com formação de novos criadores para o mercado.

- A participação da instituição neste evento é uma forma de apresentar a Faculdade de Arte e Design – FACED. Como forma de destacar os melhores trabalhos realizados no curso, A diretoria e a coordenação fizeram uma parceria com SINVESD para participar deste desfile. Os alunos participaram ativamente do evento, tanto nos bastidores como nas passarelas, e mostraram a versatilidade de quem faz design de Moda. Conclui.

a

Elinna Cunha inspiração: Gueixas

a

William Teixeira inspiração: Ilustração de Moda

a

Luciene Alves inspiração: Gueixas